Rapel

rapel

Rapel

O que é rapel? É uma técnica de descida, na qual o praticante desliza de forma controlada, por cordas, vencendo obstáculos tais como, cachoeiras, prédios, paredões, abismos, penhascos, pontes, declives, etc.
Antigamente o rapel era usado por alpinistas para descerem as montanhas depois de uma escalada, por equipes de resgate em suas operações, ou simplesmente como aventura esportiva. Hoje em dia é praticado também como esporte radical.
O rapel é um esporte extremamente radical onde a vida do aventureiro estará em risco. É essencial que se faça um curso ou que pelo menos a pessoa que vai lhe ensinar tenha feito tal curso. Procure instrução de uma pessoa qualificada para garantir a segurança durante a prática do esporte.

Equipamentos:

O Rapel é feito por meio de equipamentos que devem estar sempre em boas condições, ser de boa marca e procedência e devem passar sempre por uma manutenção.

mosquetaoMosquetões: São elos de duralumínio ou aço, com fecho de mola, usado no encaixe de outros equipamentos (cordas, alças de fita, oito, baudrier, etc). Peça importantíssima e prática para sistemas de segurança, descidas e ancoragens.

bancoBouldrier ou cadeirinha: É um conjunto de fitas que fica na cintura e nas pernas, distribuindo a tensão causada pelo peso do corpo na cintura (região lombar da coluna) e virilha. Existem modelos totalmente ajustáveis, nas pernas e na cintura.

Corda: Deve ser estática. Existem modelos apropriados para o rapel em cachoeira que não absorvem água. São as chamadas com Sistema DRY. O tamanho da corda vai variar do local onde vai ser praticado. A espessura deve ser maior que 8 milímetros. Ao adquirir este equipamento, procure orientação de pessoas especializadas e competentes. A maioria das cordas usadas são estrangeiras, com o selo oficial da UIAA – Union Internacionale d`Associations d`Alpinisme, que é uma entidade mundial que realiza rigorosos testes de segurança em equipamentos de escalada.

freioFreio Oito: É o aparelho de atrito que controla a velocidade de descida. Conforme a atividade pode ser de três modelos: oito, reco ou ATC. O freio oito tem carga variada de 2.500 Kg à 4.000 Kg em sua grande maioria.

capaceteCapacete: embora opcional, é bastante indicado na prevenção de acidentes sérios. Muito semelhante ao capacete de ciclismo, leve, ajustados à cabeça e forrados com espuma.

Estilos de rapel:

Rapel Inclinado: É o tipo de rapel mais simples de ser executado. Ele é feito em uma parede ou pedra com menos de 90º de inclinação.

Rapel Vertical: Diferencia do rapel inclinado apenas na saída, onde dependendo do ponto de fixação da corda, pode-se ter um alto nível de força no bouldrier (cadeirinha) devido a passagem do plano horizontal para o vertical.

Rapel Negativo: Este tipo de rapel é um dos mais praticados. É feito sem o contato dos membros inferiores com qualquer tipo de “meio” (pedra, parede, etc). O seu ponto crítico é a saída, pois fica-se quase de cabeça para baixo e há um nível muito alto de pressão no bouldrier e no freio.

Rapel Invertido Negativo: Feito nas mesmas condições do rapel negativo, sendo que após a saída, toma-se posição invertida (de cabeça para baixo).

Rapel de Frente Inclinada: Nas mesmas condições que o inclinado, sendo agora de frente para a descida. Deve-se tomar cuidado na hora do freio quanto a posição do corpo e a elasticidade da corda, pois se está uma posição em que a força da gravidade atua mais do que no inclinado.

Rapel de Cachoeira – Canyoning:
Neste tipo de rapel, deve-se se ter muito cuidado pois desce em pedras escorregadias que ao menor descuido faz perder o equilíbrio, trazendo consequëncias imprevisíveis. Também deve-se considerar a força da queda d’água, não é qualquer cachoeira que pode-se praticar esta modalidade de rapel.

Rapel Intercalado: Rapel onde tem-se que fazer “escalas” ou seja, descer com a corda dobrada e a prender em um outro ponto de fixação e então a descida deverá seguir uma sequëncia que é normalmente estabelecida antes de ser iniciada.

Alguns locais para a prática do rapel:

Em Florianópolis:
Morro das Aranhas – Rio Vermelho
Trilha das Cabras – Galheta
Santinho – praia do Santinho
Em Santo Amaro da Imperatriz
Em Balneário Camboriú:
Morro do Careca – Praia dos Amores

“SEMPRE ANTES DE PRATICAR ALGUM ESPORTE INFORME-SE COM QUEM ENTENDE DO ASSUNTO. PROCURE EMPRESAS ESPECIALIZADAS QUE FORNECEM CURSOS SOBRE O ESPORTE QUE DESEJA PRATICAR”

Compartilhe!

Comments

  1. thomaz says:

    bom dia meu amigo
    gostaria de fazer o curso de rappel sou de itapema sc só tem um problema eu
    so tenho folga no sabado eu trab com momunicaçao visual e sempre fui
    apaixonado por altura me retorne o email estarei esperando obrigado
    gostaria de saber o valor do curso tambem obrigado

  2. Thiago Telles Cordeiro says:

    Como fasso para participar do curso de rapel?

  3. romulo says:

    boa tarde gostaria de mais informacao sobre o curso de rapel voltado para trabalhos de fachadas de predios. sobre certificaçao, custo, datas dentre outras. aguardo resposta

  4. Ricardo Alexandre says:

    Ola bom dia

    Gostaria de saber mais informações sobre o curso de rapel ,pois estou muito interessado em começar a praticar.

  5. Rafael F. de Simas says:

    Bom dia,
    Tenho interesse em fazer o curso como tenho mais informações

Speak Your Mind

*


*